Joguei o limão correndo

Joguei o limão correndo
À tua porta parou;
Quando o limão te quer
Que fará quem o jogou.

O limão é fruta azeda
Criado em verde escuro
Gabar-se ninguém pode
Que tem amor seguro.

Eu hei-de te amar, menina
Quando a silva der limões
Os limões derem couves
Alfaces, maracutões.

O limo do rio é verde,
Inda mais verde é o limão
A terra tudo consome
Té mesmo a própria paixão.

FXAO/RCA