Eu subi ao limoeiro

Eu subi ao limoeiro
Pus o pé na lealdade,
Arrisquei a minha vida
P’ra te fazer a vontade.
(Santo Tirso) II-46

Eu subi ao limoeiro
Pus o pé na segurança;
Nunca dei ponto sem nó
Nem papas sem confiança.
(Capareiros, c. de Viana do Castelo) II-245