Outrora para te ver

Outrora para te ver,
saltava sete pinhais,
Agora p’ra te não ver
Inda me vês saltar mais.

Vai-te carta venturosa
à volta dos pinheirais
Enquanto tu vais e vens,
Meu coração fica em ais.

AS/CEDM