Os amores da azeitona

Os amores da azeitona
São como o milho miúdo:
Em se acabando a azeitona,
Lá vão amor’s, lá vai tudo!
(Flor da Rosa, c. do Crato.) I-257

Os amores da azeitona
São como o verde tremoço:
Em s’acabando a azeitona
Ficam os burros em osso P.
(Tolosa, c. dc Nisa). I-257