Não quiseste…

Ó amor, que assim te enleias
à volta do acipreste,
Eu queria-me enlear contigo,
Mas tu, amor, não quiseste.

Mas tu, amor, não quiseste
Mas tu não quiseste, não…
Eu queria-me enlear contigo,
Amor do meu coração!
(Porto.) I-142