A Senhora dos Amores

A Senhora dos Amores
Tem um sobreiro à porta
Sem lá ir o meu amor
O sobreiro não se corta.

Quando o sobreiro der baga
E o carvalho der cortiça,
É quando te hei-de amar,
Que antes tenho preguiça.

AS/CEDM