A oliveira se queixa

A oliveira se queixa,
Eu acho que tem razão,
Que lhe colhem a azeitona,
Deitam os ramos ao chão.
(Mangualde) I-27

A oliveira se queixa,
Se se queixa tem razão,
Apanharam-lhe a azeitona,
Deitaram-lh’a rama ao chão.
(Resende) I-27

A oliveira se queixa,
Se se queixa tem razão,
Quando lhe colhem a baga,
Deitam-lhe a lama ao chão.
(Penafiel; Turquel, c. de Alcobaça) I-27